Macarrão Imperial do Emerson!

A receita de hoje é pra lá de especial! É uma criação dos meus padrinhos de casamento Emerson e Papy e está entre as coisas mais gostosas que eu já comi na vida!!! 😀

Tenho certeza que quando você provar também vai amaaaar e ficar com esse sabor na memória para sempre ❤

MI principal

Bora aprender como fazer essa maravilha!

Rendimento: 6 porções

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de gengibre picadinho
  • Pimenta dedo de moça picada – quantidade a gosto
  • 500 g de de shitake fatiado
  • 1/2 peito de frango em cubos, previamente temperados com ajinomoto
  • 250 g de filet mignon em tiras
  • 200 g de peito de peru em tiras
  • 300 g de moyashi (broto de feijão)
  • 2 colheres de sopa de alho frito
  • Óleo de gergelim
  • 100 g de manteiga
  • 100 mL de vinho branco
  • 6 colheres de óleo de gergelim
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 3 colheres de sopa de óleo
  • 500g de macarrão para yakissoba
  • 100mL de shoyo
  • Sal
  • Pimenta do reino moída

MI 1

Modo de preparo

  1. Em uma panela wok grande coloque a manteiga e o azeite
  2. Quando a manteiga estiver derretida adicione o shitake e refogue bem por cerca de 5 minutos
  3. Adicione o vinho, sal e pimenta e refogue.
  4. Tire do fogo e passe para um recipiente e reserve. É muito importante reservar ele com todo o caldo que se formou durante o preparo.MI 2
  5. Na mesma panela, coloque 1,5 colheres de sopa de óleo, adicione a carne e refogue bem com sal e pimenta. Quando a carne estiver cozida e a água estiver soltando da carne, tire do fogo e reserve em outro recipiente.
  6. Agora na mesma panela, coloque o frango e refogue com 2 colheres de óleo de gergelim,  até ficar completamente cozido.
  7. Nesse momento, coloque o macarrão para cozinhar.MI 3
  8. Na panela wok bem quente e em fogo alto, coloque o restante do azeite, adicione  gengibre e a pimenta dedo de moça e refogue.
  9. Adicione o peite de peru e deixe cozinhas por cerca de 3 minutos.
  10. Adicione a carne, o shitake e o frango.
  11. Adicione o moyashi e refogue bem, adicionando o restante do óleo de gergelim e o shoyo.
  12. Coloque o macarrão já cozinho e escorrido.
  13. Adicione o alho frito e um pouco mais de molho shoyo se quiser.MI 4
  14. Sirva quente, e delicie-se 🙂

Emerson e Papy sem palavras pra agradecer vocês, pela criação dessa delícia e por dividir comigo!!! Amo muito vocês!

MI 5

E você, também vai encantar seus convidados com essa delícia? Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari e contar o que você achou!

Pitadinhas de Mari C.

Anúncios

[Especial de Natal] – Espaguete de pupunha ao curry

Mais um receita especial para a ceia de Natal chegandooooo… ai como eu amoooo  Natal ❤

A receita de hoje é para aquelas que pessoas que assim como eu não irão comer carne nesse Natal (a razão disso é assunto para outro post…)

pupunha principal

Esse prato não é apenas para o Natal, mas para o ano todo! Além de um sabor marcante e rico em aromas ele é considerado um prato light uma vez que ao invés de macarrão eu usei palmito pupunha! Isso mesmo, substitui o macarrão por palmito cortado em tiras bem fininhas de palmito pupunha! Se você quiser fazer com macarrão tradicional, espaguete de abobrinha (cortando a abobrinha da mesma forma do palmito) fica ao seu critério, tenho certeza que todas as opções vão ser maravilhosas.

O espaguete de pupunha você pode comprar pronto, como eu fiz – paguei R$10,00 no pacote e serve muito bem 2 pessoas. Esse espaguete não contém glúten e tem baixíssimas calorias – 52 calorias na porção generosa (meio pacote). Esse espaguete é muito famoso em diversos restaurantes e pode ser preparado com os mesmos molhos de espaguete normal.

pupunha 1

Se você não encontrar ele já cortadinho, é só comprar palmito pupunha e cortar no capricho com uma faca bem afiada ou com a ajuda de um mandolin. [Eu tenho visto bastante ele já cortado em grandes redes de supermercado e em feiras gastronômicas]

Vamos lá para a receita então!

Ingredientes

  • 400 g de espaguete de palmito pupunha
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1/2 cebola picada
  • 3 dentes de alho picadinhos
  • 1 colher de sopa de gengibre em pó ou gengibre fresco ralado
  • 1/2 xícara de amêndoas
  • 2 colheres de sopa de curry (se você não quiser muito apimentado, sugiro que reduza a quantidade pela metade)
  • 1 xícara de leite
  • 1 colher de sopa de amido de milho (Maizena!)
  • 1/2 caixinha de creme de leite (100g)
  • Salsinha a gosto
  • Sal a gosto

Rendimento: 2 porções generosas 😛

Modo de preparo

  • Vamos começar colocando água em uma panela e levando ao fogo até levantar fervura

pupunha 5

  • Adicione 1 colher se opa de sal e adicione o espaguete de pupunha até ficar completamente submerso. Deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos enquanto você prepara o molho de curry
  • Em uma panela wok ou frigideira grande, coloque o azeite e refogue a cebola e o alho. Adicione o sal.
  • Quando estiverem bem dourados, adicione o gengibre e refogue bem. Sinta esse aroma maravilhoooooso! hahaha
  • Adicione as amêndoas, abaixe o fogo para o mínimo
  • Dissolva o amido e o curry no leite frio, mexendo bem

pupunha 4

  • Tire o espaguete da panela (depois dos 10 minutos de fervura) e escorra a água
  • Coloque a mistura de leite/curry/amido na wok/frigideira e misture bem
  • Coloque o espaguete na wok/frigideira, adicione o creme de leite e a salsinha e misture muito bem. Se quiser um molho mais fluído adicione mais creme de leite – acerte a quantidade de sal

pupunha 3

  • Sirva ao som de Simone cantando então é Natal – daquele CD que sua mãe insiste em colocar para tocar todo Natal!

pupunha 6

E ai, que tal trocar o espaguete por essa delícia super nutritiva?!?! Meu marido não gosta de palmito e amouuuu essa receita! ❤

Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari e nos seguir no face e no insta 😉

Pitadinhas de Mari C.

[Especial dia dos pais] – Lasanha ao pesto com batatas e vagens

Hoje é dia dos pais!! Um dia super especial e que merecem almoço tão especial como.

A receita de hoje é uma leitura minha da melhor comida que eu já comi na minha vida!!!! Trata-se de uma lasanha que comi em uma viagem nesse restaurante aqui http://www.signorvino.com/en que eu mega recomendo para quem vai viajar para a Itália, esse prato eu comi na unidade de Milão e fica logo atrás da Duomo di Milano, ou seja, um passeio para lá de charmoso.

lasanha - principal

Essa lasanha consiste em camadas de massa fresca, batatas e vagens ao pesto, resultando num sabor único e muito surpreendente, eu recomendo muito que você faça essa receita para entender melhor o que eu estou tentando explicar 😉 Bora pra receita:

Ingredientes – Pesto

Esse é um molho super clássico para acompanhar qualquer massa, delicioso e super saboroso podemos fazer e deixar na geladeira para usar durante a semana, por isso eu sempre faço e coloco num pote de vidro, na hora que a fome bater é só esquentar na frigideira e adicionar a massa da sua preferência.

3 maços grandes de manjericão fresco
1 xícara de amêndoas trituradas – que vc pode substituir por nozes ou qualquer outra oleaginosa
1 colher de café de sal
2 colheres  de sopa cheias de queijo parmesão ralado
300 mL de azeite de boa qualidade

Modo de preparo – Pesto

  • Triture ou pique o manjericão bem pequeno (se você for usar o processador cuidado para não deixar tempo demais para não ficar uma sopa)
  • Triture as amêndoas
  • Misture o manjericão, as amêndoas, adicione o sal e o queijo ralado.
  • Coloque o azeite

lasanha pesto

Ingredientes – Recheios

Temos 2 recheios para a lasanha:

  1. Vagem ao pesto – 500g

Vamos cozinha a vagem para misturar ao pesto.

Para isso eu utilizo uma técnica chamada branqueamento, que podemos usar para todos os legumes garantindo que eles fiquem cozidos, com uma cor bem viva e linda e ainda crocantes. Essa técnica é ótima para fazer legumes bem lindos e crocantes para uma salada. Você pode depois de fazer o branqueamento, congelar esses legumes, colocando tudo numa assadeira e levando ao frezzer por cerca de 1 hora, e depois transferir tudo para um saco plástico, quando for usar é só descongelar e servir 🙂

Corte as pontinhas da vagem, lave bem e coloque em uma panela com água já fervente.

Espere cozinha e na hora de tirar passe imediatamente para uma bacia com água e gelo. Essa água tem que estar bem gelada. Deixe na água até a temperatura da vagem esfriar. Retire e reserve.

Corte a vagem em pequenos pedacinhos e misture ao pesto.

2. Batatas

Cozinhe as batatas, tire a casca e corte em fatias bem finas no sentido do comprimento.

Elas precisam estar bem firmes porque ainda vão ao forno, então não cozinhe demais.

lasanha - recheios

Molho branco

A receita do molho branco é a mesma que já mostramos aqui para a base do nosso suflê, clique aqui para ver., Vamos precisar de 2 litros desse molho (faça a receita do link X3).

lasanha - molho branco

Montagem

Eu usei para essa lasanha, massa fresca que minha sogra comprou para mim ❤ , o ideal é utilizar a massa fresca, porém se você não tiver pode ser a massa não fresca que vende em qualquer supermercado.

Em um refratário coloque um pouco do molho – isso vai evitar que a massa grude no fundo

Adicione uma camada de massa

Coloque outra camada de massa

Adicione uma camada das batatas

Adicione uma camada das vagens já misturadas no pesto [Falha nossa! Eu esqueci de tirar foto dessa etapa 😦 ]

Coloque outra camada de massa e vá repetindo o processo, até ter 3 camadas de cada

Quando chegar na última camada, adicione molho e coloque uma camada generosa de queijo parmesão ralado

lasanha - montagem

Leve ao forno pré aquecido a 200C por cerca de 30 – 40 minutos

Como eu preparei essa delícia para hoje e ainda não assei, fiz uma versão pequena para tirar as fotos aqui para o blog, que acabou me sugerindo a ideia de porções individuais. Mas prometo atualizar o post com fotos da lasanha que vou servir pro meu pai hoje ❤

Quero aproveitar e mandar um feliz dia dos pais mega especial pro meu papai Décio lindo, meu vô Laercio e para meu sogro que cuida de mim como uma filha Alexandre! Amo vocês seus lindos ❤

lasanha - final

E ai, vai fazer essa delícia para o papai também? Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari 😉

Pitadinhas de Mari C.

[Clássicos] Carolinas

Pode ser a padaria que for, da mais chique e bem frequentada até a de bairro mais simples, um dos doces mais encontrados é ele. Ou ela. As carolinas!

Elas são primas, ou até irmãs, do profiteroles e da bomba, e são igualmente muito saborosas!

E a receita, acreditem, é bem fácil. Apesar de ter textura de pãozinho, não vai nenhum fermento na massa, o que faz a receita ser super rápida já que ela não tem que descansar pro fermento agir.

[Carolinas] Foto Inicial

Vamos pra receita então!

Carolinas
Rendimento: 30 carolinas grandes

Ingredientes
1 xícara de água
100g de manteiga
1/2 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de açúcar
1 xícara de farinha de trigo
4 ovos

1) Em uma panela, coloque a água, a manteiga, o sal e o açúcar.
2) Coloque em fogo médio e espere a manteiga derreter e toda a mistura ferver.
3) Desligue o fogo e adicione a farinha. Mexa vigorosamente até que ela incorpore. Vai parecer uma meleca no começo, mas continue misturando que vai melhorando.
4) Ligue novamente o fogo e mexa por mais um minutinho.
5) Transfira para outro recipiente, e adicione os ovos, um a um. Ou seja, coloque um, misture e incorpore, coloque o outro, misture e incorpore, até colocar todos.
Dica: não perca a fé, em muitos momentos dessa receita parece que tudo vai virar uma gororoba, mas é só continuar sempre mexendo que tudo melhora. 😉

[Carolinas] Massa

6) Para fazer as bolinhas, você vai precisar de duas colheres de sopa.
7) Coloque um pouco em uma colher e retire dessa colher com outra colher. Repita umas duas vezes e coloque a “bolinha” na forma.
8) Nas bolinhas que tiverem pontas, com o dedo molhado, aperte as pontinhas. Isso evita que elas assem primeiro e fiquem cheirando queimado.
9) Leve para assar a 200C (em forno pré aquecido) por mais ou menos 25 minutos, ou até que estejam douradas.

[Carolinas] Fazendo bolinhas

10) Retire do fogo e espere uns 20 minutinhos pra carolina ambientar.
11) Faça um furinho na parte de baixo.
12) Coloque doce de leite em um saco de confeitar, ou qualquer saco de plástico mais firme e corte a pontinha. Se tiver um bico de confeiteiro melhor, mas se não tiver sem problemas, dá pra fazer do mesmo jeito.
13) Apertando o saco com doce de leite, recheie a carolina.
14) Derreta chocolate, e “afunde” a parte superior da carolina no chocolate.
15) Leve para a geladeira até o chocolate endurecer.

[Carolinas] Recheio e Cobertura

Depois é só comer essa delícia! Mas já vou avisando que é muito difícil comer só uma!

[Carolinas] Fotos Finais

Ta aí, aposto que você achava que fazer carolina era muito mais difícil! Então faz em casa, distribui pra sua família, leva pros colegas de trabalho, aposto que todo mundo vai adorar! Tira uma foto e coloca a #2pitadasdemari pra gente curtir também!

Pitadinhas de Mari E.

[Cozinhando com…] – Donuts com Matheus!!

Tal madrinha, tal afilhado!

Ter um afilhado lindo e inteligente é motivo de muito orgulho, agora quando ele ama cozinha como vc é pra transbordar o coração de felicidade!

Matheus é meu afilhado amado e no último aniversário dele dei de presente um livro sobre Donuts e então foi hora de colocar as mãos na massa e seguir a receita do livro para dar vida a essa delícia feita em casa!

Essa é uma receita muito legal para fazer em compania e o resultado é um donut fofinho, de massa leve e com sabor único!

donuts principal

Vamos então para a receita:

Ingredientes

40mL de água morna

10g de fermento instantâneo (vem no saquinho é não é o fresco usado para pão e nem aquele de colocar no bolo, ok? Mas é super fácil de encontrar em qualquer mercado)

240mL de leite morno

1/3 de xícara de açúcar

40 g de manteiga derretida

1 colher de café de noz moscada ralada

1 colher de chá de essência de baunilha]2 ovos

1 colher de essência de baunilha (ou 30g de açúcar de baunilha)

1 colher de café rasa de sal

2 ovos

500g de farinha

Óleo para fritar

donuts ingred

Modo de preparo

  • Na tigela da batedeira  coloque o fermento e a água
  • Deixe descansar por 5 minutos

donuts fermento

  • Em cima da mistura de fermento e água, adicione o liete, o açucar, a manteiga, a noz moscada, os ovos, o sal, a essência de baunilha e 300g da farinha.
  • Bata na batedeira em velocidade baixa por 5 minutos – de preferência com o batetor gancho (para massas) mas se você não tiver pode usar o convencional mesmo.

donuts batedeira

  • Retire da batedeira e adicione mais 100g de farinha misturando com uma colher de pau até que a massa fique homogênea e sem grumos
  • A massa deve se desprender da tigela com facilidade, se necessário adicione um pouco mais de farinha
  • Transfira a massa para outra tigela, previamente untada com manteiga e deixe em repouso por 1 hora

donuts massa

  • Polvilhe o restante da farinha na bancada e coloque a massa já descansada
  • Misture a massa e caso necessário adicione mais farinha até que a massa não grude mais nas mãos
  • Abra a massa com auxilio de um rolo ou mesmo com uma garrafa de vinho, e com auxilio de um copo corte a massa em círculos
  • Corte um circulo menor dentro do circulo maior com o auxilio de um bico de confeiteiro ou mesmo fazendo um furo com o dedo
  • Coloque em uma forma polvilhada com um pouco de farinha para não grudar
  • Espere ao menos 20 minutos para que a massa termine de crescer

donuts cortando a massa

  • Esquente o óleo em uma panela grande e funda, o óleo deve estar quente e o donut estará pronto quando estiver bem douradinho
  • Coloque o donut devagar e com muito cuidado para não se queimar – Crianças não devem realizar esse processo, então nessa hora o Matheus ficou só esperando as delicias ficarem prontas.
  • Retire com o auxilio de uma escumadeira e coloque sobre um papel absorvente para retirar o excesso de óleo
  • Quando o donut já estiver frio, corte ele ao meio e adicione seu recheio de preferência – nós usamos o Leite moça cremoso (aquele de comer de comer)
  • Polvilhe açúcar de confeiteiro em cima dos donuts com o auxilio de uma peneira (se você não quiser rechear só com o açúcar em cima ele já fica uma delíciaaaa)
  • Nós usamos umas cerejas frescas para decorar
  • Hora de provar essa delícia!!!

donuts final

Matheus, muito obrigada por proporcionar essa tarde incrível cozinhando ao seu lado!!! Que você possa continuar se esforçando e aprendendo muito sempre sobre a cozinha e seus truques! A madrinha te ama ❤

Cris e Ale – nossos fotógrafos e ajudantes do dia – Muito obrigada pelas fotos, pelo afilhado lindo e por serem essas pessoas iluminadas e tão especiais! Vocês são incríveis! Amo vcs tb ❤

donuts

E você, vai fazer também essa delícia? Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari no insta e no face!

[Resenha] [Feito em casa é bem melhor!] – Leite condensado, como não amar?

O post de hoje é 2 em 1 – uma resenha e uma receita.

1) A resenha é do (re)-lançamento da Nestle – o leite condensado cremoso [Nestlé eu te amo ❤ )

2) Receitinha simples e rápida de um leite condensado com calorias reduzidas e de quebra sem açúcar (diabéticos liberados para essa delícia)

RESENHA – LEITE MOÇA CREMOSO

moça cremoso

Esse delícia acaba de ser re-lançada pela Nestlé e é basicamente o nosso já amado leite condensado em uma versão mais cremosa e consistente.

O sabor é igual a versão tradicional, mas como é mais cremoso quando você coloca ele na boca ele de desmancha de uma forma única, uma delícia sem fim 😛

Ele é ideal para misturar na salada de frutas, rechear bolos, usar como cobertura de bolo, fazer decorações com bico de confeitar e por ai vai…..

Ele vem com uma tampinha de plástico – tenho certeza que ela está ai pq 99% das pessoas vai querer comer ele de colher e pode fazer isso aos poucos e guardando na geladeira [pensamento: gordice deliciosaaaaaaaaa, hahaha]

Eu fiz um brigadeiro com ele para entender se teria alguma diferença e a resposta é não – ou seja, não gaste essa delicia com nenhuma receita que ele vai passar por cozimento (para isso você pode continuar usando o leite condensado normal mesmo).

O preço médio está em R$5,00 e vale cada centavinho 😀

LEITE CONDENSADO LIGHT E DIET

Leite condensado é de fato um ingrediente que não pode faltar na cozinha e eu poderia ficar aqui a tarde toda descrevendo todas as delícias que podem ser feitas com ele, porém esse queridinho é riquíssimo em açúcar e as calorias são proporcionais a sabor ( ou seja, desesperadamente altas 😦 ).

Por isso, hoje trouxe essa receita que chega muito perto em sabor e consistência do leite condensado normal, porém é sem açúcar e com calorias reduzidíssimas 🙂

Nada como poder comer aquelas saladinha de frutas de todo dia podendo acrescentar essa delicia sem culpa e sem enfiar o pé na jaca, certo?

Nossos amigos diabéticos estão liberalíssimos para comer essa maravilha tb 😀

Valor lá para essa delícia amiga da nossa dieta de todos os dias:

Ingredientes

1/2 copo de adoçante forno e fogão (não é aquele que usamos no café, tá? mas é super fácil de encontrar em todos os mercados)

1 copo de leite em pó desnatado

1 colher de sopa de margarina light

1/2 copo de água fervente

leite cond diet 1 correto

Modo de preparo

Bata tudo no liqüidificador por 4 minutos (nem 1 minuto a mais e nem a menos e assim garantimos a consistência ideal)

Tire do liquidificador e coloque em uma travessa e espere esfriar, e prontinho! Agora é só saborear essa delícia sem nenhum peso na consciência 🙂

leite cond diet 2

E ai, vai provar uma dessas delicias? Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari 😉

Pitadinhas de Mari C

[Feito em casa é bem melhor!] Cookies com Gotas de Chocolate

Agora que o tempo tá um pouco mais friozinho, adoro fazer umas doces meio clássicos com mais cara de frio. Brownie é uma delas e Mari C fez um MARAVILHOSO semana passada que você pode ver de novo clicando aqui! Mas um que também adoro são os cookies! 🙂

Hoje vou ensinar a fazer um cookie clássico, com gotas de chocolate (e algumas de peanut butter). Mas o mais legal é que você pode fazer muuuuuitas receitas diferentes partindo dessa, pode colocar chocolate em pó na massa pra ele ficar mais escurinho, pode colocar nozes, amêndoas, avelãs, marshmallow, o que quiser pra variar e deixar ainda mais gostoso seu cookie.

Cookies com gotas de Chocolate
Rendimento: 30 cookies

Ingredientes:
1 xícara de manteiga
1 xícara de açúcar
1/2 xícara de açúcar mascavo
2 ovos
1 colher de sopa de essência de baunilha
2 colheres de chá de fermento químico
3 xícaras de farinha de trigo
3/4 de xícara de gotas de chocolate
3/4 de xícara de gotas de peanut butter (você pode trocar por castanha, nozes, amêndoas…)

1) Junte todos os ingredientes menos a farinha e as gotas. Essa receita você pode fazer tanto na batedeira com a pá “raquete” quanto à mão.

COOKIES - Massa 1

2) Adicione a farinha e misture até incorporar completamente.
3) Coloque as gotas e misture levemente, apenas para incorporá-las.

COOKIES - Massa 2
4) Faça bolinhas pequenas com uma colher de sobremesa e coloque em uma forma anti-aderente ou untada com manteiga e farinha.
Dica: deixe as bolinhas bem separadas porque durante o tempo que estiver no forno, a bolinha vai esparramar e ocupar um espaço bem maior.
5) Leve ao forno a 180C (pré-aquecido) por aproximadamente 20 minutos.
Dica: o tempo de forno pode variar dependendo do tamanho da sua bolinha e do seu forno mesmo. Então na primeira leva, fique de olho pra ver qual o tempo ideal no seu caso. O cookie tem que estar mais douradinho nas bordas e firme, mas não duro.

COOKIES - Assando

Pronto! Receita mais que fácil! Eu fiz uma ganache bem molinha pra molhar os cookies, misturei a mesma proporção de chocolate pra creme de leite!

COOKIES - Final

E aí, o que você achou? Que tal finalizar esse domingo com essas delícias? Faz, tira foto e posta com a #2pitadasdemari pra gente ver e curtir!

Pitadinhas de Mari E.

[Feito em casa é bem melhor!] – Brownie de chocolate com amêndoas

Se tem uma sobremesa que é unanimidade e está presente em quase todos os restaurantes por ai essa sobremesa é o brownie.

Brownie é a definição para um bolo que não cresce e não usa fermento como ingrediente, ele tem uma casquinha deliciosa e por dentro é extremamente cremoso [pausa para o momento que salivamos só de pensar naquele brownie quentinho, hummmmmm]

destaque brownie

Essa receita é um clássico e originalmente é feita com nozes, que no caso eu substitui por amêndoas mas você pode escolher qualquer oleaginosa de sua preferência.

Vamos então para essa delícia:

Ingredientes

350g de chocolate ao leite picadinho (pode ser aquele resto de ovo de páscoa!!!)

150g de manteiga sem sal cortada em cubinhos (que você pode ter certeza da quantidade usando a “régua” da embalagem – como na foto ai em baixo)

3/4 de xícara de açúcar

1/2 xícara de farinha de trigo sem fermento

60g de amêndoas torradas

3 ovos

1/2 colher de sopa de extrato de baunilha

ingredientes brownie

DICA DO DIA
Aqui vai uma dica muitooooo legal que a minha querida amiga Mari E. me ensinou.
Esses dias fizemos uma receita usando a fava da baunilha (a baunilha de verdade!) e depois que usamos as sementinhas que são as responsáveis pelo sabor único dessa iguaria fiquei com muita dó de jogar a fava fora – além de linda ela tem um cheiro único e delicioso, e então veio a dica de ouro de colocar a fava dentro de um pote com açúcar, dessa forma o açúcar fica aromatizado pela fava! Isso garante um sabor espetacular nas sobremesas 😉

açucar

agora voltamos para o brownie…

Modo de preparo

Comece pré aquecendo o forno a 180°C, até você terminar a massa ele estará na temperatura perfeita 😉

1) Em um recipiente que possa ir ao microondas, coloque o chocolate picado e adicione a manteiga também picadinha

2) Leve ao microondas por 1 minutos, retire e mexa bem

3) Coloque novamente no microondas por mais 1 minuto e então retire e mexa bem. Dependendo do microondas esse tempo já será suficiente, caso após mexer bem ainda tenham pedaços de chocolate volte ao microondas de 10 em 10 segundos até que ele fique completamente derretido e misturado a manteiga. (No meu microondas por exemplo, preciso de 2min e 20 segundos)

4) Adicione o açúcar e a baunilha e mexe bem até deixar bem homogêneo

5) Adicione a farinha de trigo e misture bem novamente

massa bronw

6) Transfira essa mistura para a batedeira – vamos bater a massa bem devagar para evitar que o ar seja incorporado a massa adicionando os ovos um a um e depois deixando bater por mais 2 minutos

7) Adicione as amêndoas e misture com o auxílio de uma colher

massa brownie 2

8) Forre uma assadeira com papel manteiga – isso vai garantir que o brownie não irá grudar e ainda facilitará demais na hora de desenformar

9)  Despeje a massa por toda a forma, espalhando bem para que ela ocupe bem todos os cantinhos da forma

10) Leve ao forno (que já pré-aquecemos) por +/-30 minutos, até que ele forme uma casquinha em toda a superfície e que você espete um palitinho no meio e ele saia limpinho.

brownie forma

OUTRA DICA DO DIA – Para garantir uma casquinha perfeita temos 2 opções nesse momento:

1 – Tirar do forno e deixar ele esfriar sozinho por 30 minutos, e então transferi-lo para o frezeer por cerca de 45 minutos. Na hora de servir, pode-se aquece-lo novamente por 5 minutinhos no forno bem quente, ou

2- Fazer 1 dia antes de servir e deixar ele esfriar sozinho, na hora de servir também aquece-lo como na opção acima

Na hora de servir eu decorei com chocolate branco derretido num saco de confeitar e algumas amêndoas inteiras, mas você pode combinar classicamente usando sorvete de creme.

brownie final

E ai, vai fazer essa delícia para fechar um almoço com chave de ouro? Não esqueça de postar com a #2pitadasdemari no insta e no face 😉

Pitadinhas de Mari C. 

[Feito em casa é bem melhor] Pulled Pork Sandwich ou Sanduíche de Pernil Desfiado

De sexta ou sábado à noite eu adoro fazer um lanchinho em casa e dar aquela pequena exagerada na quantidade. hahaha

Eu adoro carne de porco, e minha mãe sempre faz lombo ou pernil na panela de pressão que é bom demais, mas eu gosto mesmo é dos pedacinhos que se desfiam sem querer e ficam cheios de sabor no fundo da panela.

Juntando isso com um sanduíche que comi no Wendy’s, resolvi testar essa receita meio americana que junta carne de porco desfiada (pulled pork, porco “puxado” em tradução livre) e aquela saladinha que a Mari C ensinou na semana passada aqui no blog, a Coleslaw.

[Pulled Pork] Destaque 1

Bom, parando de enrolar e começando a receita em 3, 2, 1…

Sanduíche de Pulled Pork (ou Pernil Desfiado pros mais nacionalistas)
Rendimento: 8 sanduíches beeeeem recheados

Ingredientes do Pernil
1 kg de pernil de porco
3 colheres de sopa de azeite
1 cebola grande cortada em rodelas
1/2 colher de sopa de alho
5 colheres de sopa de molho barbecue pronto
1 colher de chá de sal
1 latinha de cerveja
A mesma medida da latinha (de cerveja) de água

1) Em uma panela de pressão, coloque o azeite e ligue o fogo em temperatura alta.
2) Quando o azeite estiver bem quente, coloque a peça de pernil. Vá virando a peça conforme os lados forem sendo selados. Cada lado deve ficar por volta de 4 minutos em contato com o azeite.
3) Quando todos os lados do pernil estiverem selados, coloque as cebolas, o alho, duas colheres de sopa do molho barbecue e o sal. Dê uma refogada até que a cebola de uma murchadinha.
4) Adicione a latinha de cerveja e a mesma medida de água.
5) Mexa e tampe a panela de pressão.

[Pulled Pork] Pernil antes da Pressão

6) Quando a panela pegar pressão, ou seja, quando ela começar a fazer aquele barulho todo, conte 40 minutos.
7) Depois dos 40 minutos sob pressão, desligue o fogo e deixe a pressão sair normalmente da panela.

MUITO IMPORTANTE! Só abra a panela depois de ter certeza de que não tem mais pressão nenhuma lá dentro. Mexa aquele pininho dela para todos os lados para ver se não sai mais nenhum vapor de lá de dentro.

8) Com a panela sem tampa, continue com o fogo ligado, agora em fogo médio, e vá desfiando a carne.
9) Quando toda a carne estiver desfiada, adicione mais 3 colheres de sopa de molho barbecue.
10) Deixe a carne apurar com o molho até que não tenha mais nenhuma água no fundo.
11) Fim. Desligue o fogo.

[Pulled Pork] Pernil depois da Pressão

Dica: esse pernil você pode também não desfiar e servir ele inteiro pra um almoço. Mas aí naquela parte da selagem tenha certeza de que ele fique bem mais douradinho. 😉

Montagem
8 pães de hamburguer sem gergelim
1 receita do pulled pork
1 receita do coleslaw (ensinado pela Mari C aqui) ah! eu adicionei mais uma maçã verde em tiras na receita!
200g de queijo prato ralado
Molho barbecue a gosto

Só pra dar aquela caprichada, corte os pães ao meio, passe uma manteiga, vire para baixo e leve ao forno à 200C por 15 minutinhos.

[Pulled Pork] Pão

A montagem é simples: pão > pulled pork > molho barbecue > queijo > coleslaw > pão. Mas gostei tanto das fotos que fiz o passo a passo da montagem de dois ângulos diferentes. 😉

De lado…

[Pulled Pork] Montagem 1

 

E de cima…

 

[Pulled Pork] Montagem 2

E c’est finit! Ou melhor, it’s done! Esse lanche é surpreendente em sabor e textura. O pernil fica delicioso e a coleslaw dá uma crocância toda especial pra deixar o sanduíche muito saboroso!

[Pulled Pork] Fotos Finais

Agora é sua vez de fazer, tirar foto, posta com a #2pitadasdemari e falar o que achou dessa receita!

Pitadinhas de Mari E.

[Feito em casa é bem melhor] – Hamburguer

Tem coisas que são fáceis de achar pra comer por aí, mas quando feitas em casa ficam muito muito muito melhores. Pra mim é o caso do Hamburguer! Como uma boa paulista, adoro um hamburguer suculento cheio de queijo e incrementos deliciosos e gordos! Por isso hoje trouxe a receita que fiz no último sábado.

Algumas pessoas vão falar que dá muito trabalho pra fazer, mas pra mim é um prazer gastar um pouco de tempo pra fazer algo que sei que o resultado vai ser dos melhores. Porém para você que não quer ter taaaaanto trabalho, pode usar as idéias de recheios e “pulos do gato” que vou mostrar aqui separadamente quando for fazer o seu! 🙂

Vamos por partes então…

Maionese

Essa é aquela maionese temperada MA-RA-VI-LHO-SA que sempre quando vou à uma hamburgueria preciso pedir porque acho extremamente necessária pra dar aquele gostinho sensacional no hamburguer. Eu não vou ensinar a fazer a base de maionese, vou usar maionese pronta mesmo, porque como essa receita rende bastante, essa maionese vai ficar na sua geladeira por um tempo, e como maionese é feita a base de ovo, melhor usar aquela que já vem pronta e com os conservantes e controle de qualidade necessários pra ninguém ter dor de barriga depois! 😉

Ingredientes:
3 colheres de sopa bem cheias de maionese
1/2 maço de cheiro verde (ou seja, salsinha + cebolinha)
1 colher de sobremesa de alho
2 pitadas de Mari de sal

1) Pra ficar mais fácil de incorporar pique a salsinha e cebolinha.
2) No liquidificador, coloque a maionese, o cheiro verde, o alho e o sal.
3) Bate tudo e pronto!

Hamburguer - Maionese

Cebola com shoyu

Quem que inventa essas misturas doidas que ficam tão saborosas? Não sei, nesse caso foi uma roubadinha de idéia do “Cheddar McMelt” do McDonald’s, mas cebola com shoyu é um dos ingredientes que mais gosto no hamburguer.

Ingredientes:
1 cebola grande
1 colher de sopa de shoyu
Azeite

1) Pique a cebola em rodelas e depois desfaça-as em anéis.
2) Em uma frigideira, coloque um pouco de azeite e quando estiver aquecido coloque as cebolas.
3) Deixe “fritar” até que elas estejam levemente transparentes e douradas.
4) Adicione o shoyu, fazendo com que ele entre em contato com todos os anéis de cebola.
5) Quando as cebolas estiverem moreninhas, tá pronto!

Hamburguer - Cebola com Shoyu

Presunto crispy

Como todo mundo sabe, sou uma pessoa muito light (#sqn) e por isso não quis usar bacon. Ao invés disso, usei presunto cru. Não vou nem colocar ingredientes, porque é só o presunto mesmo, mas peguei as fatias, cortei ao meio e levei pra assar por 15 minutos a 180C. Quando tirar, eles vão estar quentinhos e crocantes! :O

Hamburguer - Presunto Crispy

Pão

O pão é pão de hamburguer, claro. hahaha Mas só pra ficar mais característico, corte o pão ao meio, passe manteiga e coloque “de barriga pra baixo” em uma chapa ou frigideira. Depois de uns 2 minutos o pão vai estar mais torradinho por dentro.

Hamburguer - Pão

E por fim…

Hamburguer

Pra fazer esse hamburguer usei alcatra, mas você pode usar o que o cara do açougue falar que é melhor gostar mais. O certo é tem aquela porcentagem certa de carne pra gordura, mas nesse caso não levei muito isso em consideração porque queria uma coisa mais leve. 😛

Ingredientes:
600g de alcatra (pode ser moída, ou em bife ou peça pra fazer como fiz aqui)
1 colher de sopa de tempero para churrasco
Sal
8 fatias de queijo provolone

1) Pegue o bife de alcatra e comece a cortar em fatias e depois em cubos.
2) Depois pegue os cubos, faça “montinhos” com a mão e continue cortando até ficar menos pedaçudo. Isso é mais pra quem quer curtir um tempo na cozinha, cortando a carne, pra quem gosta de manter a fibra da carne mais inteira, e pra quem tem uma faca boa e bem afiada também, porque senão vai ser só stress! Ou seja, se for usar carne moída pode ir direto pro próximo passo.
3) Coloque o tempero e o sal e misture com as mãos.
4) Separe em quatro partes.
5) Com uma das partes, faça uma bolinha e depois vá achatando. Use um apoio para ir dando a forma redondinha de hamburguer.
6) Leve pra uma chapa ou frigideira quente e não deixe que um hamburguer toque no outro, pra não ficar soltando água.
7) Depois de uns 3 minutos de um lado, vire e deixe por mais 2 minutos.
8) Coloque o provolone por cima e deixe derreter por um minutinho.

Hamburguer - Hamburguer

E aí você junta tudo isso pra fazer um hamburguer sensacional e que vai te fazer nunca mais ir em fast-food.

Harmonizamos esse hamburguer com uma cerveja IPA (India Pale Ale), que é mais amarga e combina com esse tipo de carne. Apesar de na embalagem falar que ela tem 1000 IBUs (International Bitterness Unit – Unidade internacional de “amargura” hahaha) segundo meu namorado que tomou, ela não é tão amarga assim na hora de beber, mas o amargor persiste depois. No entanto ela é bastante aromática, e “não é para iniciantes”.

Hamburguer - Final

 

Essa receita rende 4 hamburgueres. Faz, tira uma foto e posta com a hashtag #2pitadasdemari.

 

Pelas mãos de Mari E.